Esclarecimento sobre o Acarajé Burger

Posted by on nov 26, 2014 in Cool stuff, Eu que fiz!

Quando entramos em contato no ano passado com a Kátia Baiana, de Sorocaba, para produzir o Acarajé Burger, a ideia era fazer uma experiência culinária unindo dois pratos tão distintos.

Era o boom do Ramen Burger, muita gente estava empolgada e outros horrorizados com a repercussão do burger novaiorquino. E nós fizemos a nossa versão à brasileira.

A intenção nunca foi criar um novo prato, comercializá-lo, descaracterizar a cultura brasileira ou baiana, insultar ou ofender qualquer um. Não foi uma inovação, foi uma experiência entre dois mundos. Fizemos para provar como ficaria a mistura. E o resultado foi um vídeo e um post no Ponto de Chapa.

Fomos convidados a participar da abertura do 3o. SP Burger Fest, em novembro de 2013, e levamos essa experiência recém criada para o evento. E só. Deste então ele nunca mais foi feito por nós.

Entendemos a culinária como experiências, misturas e desconstruções. Tratamos o alimento com máximo respeito. E embora acreditemos que a culinária, assim como a cultura em geral, sofra mutações e adaptações naturalmente, também acreditamos nas instituições clássicas, como o acarajé.

Na linha por nós intitulada “culinária vida loka”, invocamos os princípios de remix e subversão do hip hop para a cozinha. Porém, todos os ingredientes e receitas “sampleados” tem nossa admiração e respeito. Acreditamos nessa menção como uma forma de homenagem.

O Acarajé Burger não é e nunca será uma tentativa de um acarajé gourmet, acarajé popular, acarajé vendável ou qualquer outra coisa. É simplesmente uma experiência realizada por duas pessoas em uma cozinha e registrada em um blog.

Um grande abraço, equipe Ponto de Chapa.

acaraj trat_5 small

Continue lendo

Cozinha dos Fundos – Cuiabá

Posted by on jun 20, 2014 in Burger Style, Hamburguerias

Meu chapa, se você segue as tendências hamburguísticas nas redes sociais, principalmente no ~insta~, já deve ter se deparado com algumas fotos de burgers preparados no fundo da casa de um caboclo lá em Cuiabá.

Mas se engana quem pensa que é uma parada improvisada, como diz a expressão “de fundo de quintal”. É a COZINHA DOS FUNDOS, do grande Márcio Patrício.

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 1

Já faz algum tempo que acompanho o cara pelo instagram e que aguardo ansiosamente o início do serviço de entrega interestadual. E são 9 meses desde que o publicitário começou a servir burgers nos fundos de casa e que o povo cuiabano pode provar estas belezinhas! Neste curto tempo de funcionamento, o cara já atende 90 pessoas por noite e conta com 9 funcionários.

Nós batemos um papo com ele e vamos deixá-lo contar um pouco da história da Cozinha dos Fundos.

Você acreditaria que com 31 anos meu primeiro caso de amor com um Burger foi aos 30? Pois é, morando em Cuiabá capital do Mato Grosso seria improvável que isso acontecesse antes. Até porque os hamburguers servidos aqui são em sua maioria da sadia, os aqui famosos baguncinhas.

Em 2012 o Aritony, um amigo que morava em São Paulo me falou de um hamburgueria que ele conhecera e que tinha achado fantástico. Sempre curti cozinha, mas dai pra Burger estava um pouco distante. Numa conexão em São Paulo, depois de perder o vôo, decidir conhecer a tão falada hamburgeria… e PQP, que Burger era aquele!!!

Cheguei em casa vidrado, deslumbrado, fascinado… Cara, realmente não sei te descrever qual era o meu sentimento, eu estava eufórico. kkkk

Fiz um em casa, um não, logo 2 de 200gr cada kkk
E logo já chamei uns amigos pra fazer. E isso já começou virar rotina.

Os primeiros clientes foram os amigos que comiam antes de ser clientes.

Antes de abrir o Cozinha dos Fundos em casa, pesquisei alguns pontos para montar na rua, de uma forma mais tradicional, mas também fui aconselhado para partir para esse conceito de manter em casa, só com reservas. E deu certo, quem iria imaginar hoje que pra comer uma Burger você tem que fazer reserva?? Aqui em Cuiabá tem!

O Cozinha dos Fundos é visto e falado na cidade como um sucesso, vide noticias em tvs locais, jornais e sites.

As dificuldades no começo foi com mão de obra, mas hoje formei uma equipe que trabalha em sintonia.

Meu primeiro Burger foi um tradicional cheddar e cebola. Ficou bom, mas eu não entendia nada sobre misturas, blends e afins.

E meu Burger preferido é o Cervantes (Burger de linguiça de pernil, cebola chapeada na manteiga, provolone, barbecue no pão australiano) ficou demais!!

O papo informal que transcrevi aqui reflete bem o clima da Cozinha dos Fundos. Afinal, você vai comer na casa do cara. E como ele bem disse, somente com reservas.

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 5

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 7

Entre o lanches do cardápio, a novidade é este que leva queijo coalho, banana da terra e crisps de carne seca. SÉRIO! Manda um sedex 10 pra Bauru, POR FAVOR!!! rs

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 6

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 4

ponto de chapa burger cozinha dos fundos 3Vai lá no fb da Cozinha dos Fundos para mais informações. E se for lá comer e na volta passar por perto de Bauru, traz uma encomenda pra mim, meu chapa!!

Continue lendo

Mudança pra cidade sanduíche!

Posted by on abr 21, 2014 in Cool stuff

É, estamos um pouco sumidos sim, meu chapa.

Você que acompanha o Ponto diariamente sabe que nas últimas semanas postamos um pouco menos por aqui.

Isso porque eu e minha esposa acabamos de nos mudar (de volta) de Sorocaba para Bauru-SP.

A gente curte tanto sanduíches que nós mudamos para a cidade lanche! ;)

20140421-135111.jpg
Na verdade, depois de quase dois anos, estamos voltando para cá. E as últimas semanas foi aquela ~delícia~: procurando a nova casa, fazendo mudança, faxina, arrumação…

Agora já estamos instalados (mesmo que sem internet ainda) e prometemos que vamos voltar com as atividades normais.

E aguarde, muito em breve teremos algumas novidades bem legais por aqui! Coisa fina, conteúdos diferentes e caprichados pra você!

Enquanto isso, nosso arquivo tem muita coisa pra você ir relembrando o que já rolou por aqui.

Tamo aí, meu chapa!!!

Continue lendo